[Clipping] Nexo PP - Teoria de Mudança como instrumento para desenvolver territórios vulneráveis

Acesso: https://bit.ly/2YEVYF7 

Teoria da mudança é proposta há anos para as mais diversas áreas de políticas públicas. Seu uso para criar iniciativas intersetorias - de preferência com instrumentos como protocolos de intenções, convênios, consórcios e contratos de financiamentos pode dar resultados impressionantes.

Além disso, ela facilita enormemente a capacidade de avaliação da sociedade da aplicação dessas políticas.

"Após um mergulho na literatura, um minucioso diagnóstico e o estudo de exemplos de urbanismo social das cidades de Medellín, na Colômbia, e de Recife, em Pernambuco, a Teoria de Mudança criada trabalhou com 12 insumos, 36 atividades, 36 produtos e 37 resultados.
Essa aplicabilidade posterior no Jardim Lapenna levou em conta o fato de que boa parte dos seus moradores se encontra em situação de elevada vulnerabilidade socioeconômica, vivendo em moradias precárias, em uma região de várzea do rio Tietê, condição natural à ocorrência de alagamentos e que torna a área social e ambientalmente vulnerável. Considerou-se também que ali já existem atores chave que trabalham para o avanço local e que se ligam a atividades previstas na Teoria da Mudança."


Exibições: 217

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

#Eval4Action

Siga-nos no Facebook!

© 2021   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}