Avaliação do Desempenho do Programa de Triagem Neonatal do Estado do Rio de Janeiro

Detalhes do evento

Avaliação do Desempenho do Programa de Triagem Neonatal do Estado do Rio de Janeiro

Horário: 20 agosto 2010 de 9:00 a 12:00
Local: ENSP, Rio de Janeiro
Site ou Mapa: http://maps.google.com/places…
Tipo de evento: seminário
Organizado por: Escola Nacional de Saúde Pública
Última atividade: 18 Ago, 2010

Exportar para Outlook ou iCal (.ics)

Descrição do evento

ENSP apresenta avaliação do Programa de Triagem Neonatal do RJ
ENSP, publicada em 17/08/2010

No dia 20 de agosto, será realizado, na ENSP, o Seminário de Avaliação do Desempenho do Programa de Triagem Neonatal do Estado do Rio de Janeiro. O evento tem por objetivo apresentar os resultados de uma avaliação detalhada sobre o funcionamento do Programa de Triagem Neonatal do Rio de Janeiro e será realizado por meio de uma parceira da ENSP com a Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro e o Ministério da Saúde. O tema apresentado é fruto da tese de doutorado em Saúde Pública defendida na ENSP pela endocrinologista Judy Botler, sob a orientação dos pesquisadores Luiz Antonio Camacho, do Departamento de Epidemiologia e Métodos Quantitativos em Saúde, e Marly Cruz, do Departamento de Endemias Samuel Pessoa. O evento, que acontecerá no salão internacional da ENSP, a partir das 9 horas, é aberto ao público e não necessita de inscrição prévia.

Judy explicou que a finalidade da triagem neonatal, conhecida como teste do pezinho, é detectar doenças até a segunda semana de vida da criança. A ideia é intervir enquanto essas doenças ainda são assintomáticas, principalmente o hipotireoidismo congênito e a fenilcetonúria, que causam sequelas. "Intervém-se para evitar que essas doenças não causem o retardo mental. Elas são tratadas antes que tenham sintomas."

Para isso, em 2001, o Ministério da Saúde criou um Programa Nacional de Triagem Neonatal, que abrange todo o território brasileiro. Porém, essa é a primeira avaliação mais profunda feita em um programa de triagem neonatal estadual. "A avaliação detalha o funcionamento do programa no Estado do Rio de Janeiro. Nosso objetivo é saber se o programa está atendendo aos objetivos que se propõe como a cobertura universal efetiva e o diagnóstico oportuno."


Avaliação da Triagem Neonatal

Judy explicou que o Programa Nacional foi implementado nos estados em fases. A primeira fase engloba a fenilcetonúria, doença metabólica, e o hipotireoidismo congênito, doença endócrina, e é obrigatória para todos os estados. Na segunda fase, além dessas duas doenças, incluem-se as hemoglobinopatias, principalmente a doença falciforme; e a terceira fase inclui essas três doenças e a fibrose cística. "O Rio de Janeiro foi credenciado para a fase II. Existem, atualmente, cinco estados na terceira fase: Paraná, Santa Catarina, Minas Gerais, Espírito Santo e Goiás.

De acordo com a endocrinologista, nesse seminário pretende-se expor os resultados finais da avaliação para os gestores e demais atores envolvidos em todas as etapas do programa. "Será interessante, pois teremos atores de todas as esferas, como a nossa convidada, a Dra. Tânia Marinho de Carvalho, coordenadora do Programa Nacional de Triagem Neonatal do Ministério da Saúde, membros da Secretaria Estadual de Saúde e gestores das Secretarias Municipais de Saúde, além de profissionais atuantes na rede de unidades de coleta e representantes dos usuários", destacou Judy.

Na ocasião do seminário, também será debatida a necessidade e oportunidade de inclusão de outras doenças, como a fibrose cística e a insuficiência adrenal, na lista de doenças a serem detectadas, considerando o estágio do desempenho do programa. Os orientadores da pesquisa, Luiz Camacho e Marly Cruz, ressaltaram a importância de ampliar o debate para além de um trabalho acadêmico, como para a saúde pública e a gestão como um todo.

Caixa de Recados

Comentar

RSVP para Avaliação do Desempenho do Programa de Triagem Neonatal do Estado do Rio de Janeiro para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Comparecer (1)

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

#Eval4Action

Siga-nos no Facebook!

© 2021   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}