Vale a reflexão: Fazer o bem, PORÉM SEMPRE olhar a quem.

A Igreja nos ensina que devemos fazer o bem SEM olhar a quem. Porém, quando se trata de um projeto social ou mesmo de uma iniciativa de filantropia, devemos fazer o bem MAS SEMPRE olhar a quem estamos procurando atender. Quem é o nosso público-alvo? Quais são as suas reais necessidades? E qual a melhor maneira que temos para poder contribuir? Só assim conseguiremos, de fato, ser efetivos.

Em junho do ano passado, saiu uma matéria no Financial Times que me chamou bastante a atenção, pois ilustra o que pode dar errado quando essas necessidades do público-alvo não são conhecidas  (Financial Times, 15 jun2016). No caso em questão, foi um mal-entendido entre o doador, Bill Gates – fundador da Microsoft, e o governo do presidente Evo Morales, da Bolivia.

De modo a contribuir para o combate à fome, Bill Gates e a organização beneficente Heifer International decidiram doar 100 mil galinhas para os países pobres da África Subsaariana; e eles incluíram também a Bolivia, já que é um dos mais pobres países da América Latina. O governo da Bolívia rejeitou peremptoriamente a doação, que considerou uma grande “ofensa” a seu país, pois mostrava claramente que “Gates não  sabe nada da nossa realidade e pensa que ainda estamos vivendo há 500 anos atrás, no meio da selva sem saber como produzir ..... Nós, bolivianos, temos dignidade, sabemos produzir e não precisamos da doação dessas galinhas”.

A resposta de Bill Gates veio imediata: “Para mim parece muito óbvio que, para alguém que esteja vivendo em situação de pobreza extrema, será muito bom se puder ter algumas galinhas. Na verdade, se eu estivesse no lugar dessas pessoas, isso seria o que eu faria: criar galinhas”

CONCLUINDO: Bill Gates propôs um investimento social que, a seu ver, poderia ter um efeito social positivo importante para a população pobre da Bolivia.  O governo boliviano se sentiu ofendido com essa proposta.  No entanto, a comunidade pobre da Bolívia não foi sequer ouvida.  O que será que eles teriam achado da idéia?

Exibições: 116

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Associe-se

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Pessoal, todas as edições da Revista estão aqui na Plataforma, mas alguns membros se queixaram da dificuldade de localizar os números anteriores. Então, estou abrindo aqui essa janela novamente e colocando todos os números aqui.

A boa notícia é que estamos planejando retomar a Revista em 2020. Aguardem! 

A Diretoria

Revista_BMA_1.pdf

Revista_BMA_2.pdf

Revista_BMA_3.pdf

Revista_BMA_4.pdf

Revista_BMA_5.pdf

Revista_BMA_6.pdf

Revista_BMA_7

Revista_BMA_8

Revista_BMA_9

Siga-nos no Facebook!

© 2019   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}