Se até os anos 2000, praticamente não se media nada no setor social, agora a situação se inverteu, com a compulsão por medir.  Compartilho reflexão que fiz a partir da leitura do livro (2018), The tiranny of metrics, de Jerry Z. Muller.

Desconstruindo 4 mitos no setor social

Ao final, deixo a seguinte pergunta para discussão:

A sua organização convive com esses mitos das métricas? Para cada caso identificado, o que poderia ser feito de diferente?

Exibições: 392

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Comentário de Rosalina Maria Soares em 21 fevereiro 2019 às 9:10

Maria Cecília, suas reflexões são fundamentais para o momento brasileiro. Como nós avaliadores podemos ampliar os aprendizados, promovendo o acesso a informação, sem asfixia de dados, que muitas vezes não promovem aprendizados e ação. Muito obrigada!

Associe-se

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

#Eval4Action

Siga-nos no Facebook!

© 2020   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}