Lei de acesso à informação divide governo

Transcrição de notícia:

Fonte: Jornal da Tarde de 07 de janeiro de 2012

Link: http://blogs.estadao.com.br/jt-politica/lei-de-acesso-divide-governo/

Lei de acesso divide governo

  • 7 de janeiro de 2012 | 
  • 23h32 | 

Categoria: CorrupçãoPresidência

A menos de cinco meses da entrada em vigor da Lei de Acesso à Informação, o governo federal ainda não sabe como lidar com o tema. Levantamento feito pelo Jornal da Tarde aponta que pelo menos 21 dos 38 ministérios ainda não definiram quais unidades ficarão responsáveis por garantir a implantação da lei, que assegura a “gestão transparente” e o amplo acesso à informação. No quesito transparência, o governo Dilma Rousseff deixa a desejar – uma prova é a ocultação de encontros de agenda, tratada como “segredo de Estado” pela própria presidente.

Para avaliar a transparência na Esplanada, a reportagem do JT enviou um questionário com 20 perguntas para todos os ministérios, mas apenas 33 responderam. A lista incluía indagações sobre gastos dos ministros com combustível e telefonia, uso de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para deslocamentos, número de carros oficiais e a adoção de indicadores de avaliação de políticas públicas.

Quatro pastas não responderam: Cidades, Esporte, Igualdade Racial e Portos. O Ministério da Integração Nacional respondeu fora do prazo acertado – extrapolou o intervalo de uma semana.

Apenas 11 ministérios informaram já ter definido as unidades que ficarão responsáveis pela implantação da Lei de Acesso à Informação. Entre eles estão o Ministério da Justiça, que contará com uma ouvidoria e um programa de transparência, e o Itamaraty, com a Coordenação-Geral de Documentação Diplomática.

Alvo de uma série de escândalos e denúncias de irregularidades no ano passado, o Ministério dos Transportes informou que vai aguardar a regulamentação. A Secretaria de Aviação Civil não respondeu a essa pergunta. “Esse questionário é um aquecimento para os ministérios se prepararem para a vigência da lei”, disse ao JT o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage. “É natural que, em um primeiro momento, haja resistência (a dar informação), devido a uma cultura de séculos do funcionalismo público.”

Sancionada pela presidente Dilma em novembro do ano passado, a lei fixa que “qualquer interessado poderá apresentar pedido de acesso a informações aos órgãos e entidades”, sendo vedadas “quaisquer exigências relativas aos motivos determinantes da solicitação de informações de interesse público”. Determina ainda a criação de serviço de informações ao cidadão em cada órgão com o intuito de atender o público e dar informações sobre a tramitação de documentos.

A legislação atinge os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público, nas esferas municipal, estadual e federal. Apesar de a portaria da CGU determinar que os órgãos e entidades do Poder Executivo federal sujeitos a auditoria informem em suas páginas na internet suas prestações de contas, sete ministérios não o fazem.
Após contato feito pela reportagem, a Secretaria de Políticas Para as Mulheres colocou à disposição um link com o relatório de contas.

Apenas dois ministérios – Pesca e Aquicultura (MPA) e Assuntos Estratégicos – admitiram que não publicam a prestação de contas. Itamaraty, Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Casa Civil, Secretaria-Geral da Presidência e a de Relações Institucionais seguem o mesmo caminho – não informaram o endereço eletrônico. A Casa Civil afirmou que “está em discussão” a forma mais adequada de divulgação.

Exibições: 94

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Associe-se

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Pessoal, todas as edições da Revista estão aqui na Plataforma, mas alguns membros se queixaram da dificuldade de localizar os números anteriores. Então, estou abrindo aqui essa janela novamente e colocando todos os números aqui.

A boa notícia é que estamos planejando retomar a Revista em 2020. Aguardem! 

A Diretoria

Revista_BMA_1.pdf

Revista_BMA_2.pdf

Revista_BMA_3.pdf

Revista_BMA_4.pdf

Revista_BMA_5.pdf

Revista_BMA_6.pdf

Revista_BMA_7

Revista_BMA_8

Revista_BMA_9

Siga-nos no Facebook!

Últimas atividades

LIGIA ALVARES MATA VIRGEM curtiu a postagem no blog RBMA Jovem convida: bate-palo online com Ilka Camarotti - 09/12 de Jasmim Gehlen Madueno
3 horas atrás
O evento de ANGELO JOSÉ RODRIGUES LIMA foi destacado

WEBINAR - PROTOCOLO DE MONITORAMENTO DA GOVERNANÇA - COMO PARTICIPAR? em https://avina.zoom.us/j/6317676554

25 novembro 2019 de 15 a 16:30
3 horas atrás
ANGELO JOSÉ RODRIGUES LIMA postou um evento

WEBINAR - PROTOCOLO DE MONITORAMENTO DA GOVERNANÇA - COMO PARTICIPAR? em https://avina.zoom.us/j/6317676554

25 novembro 2019 de 15 a 16:30
3 horas atrás
Ícone do perfilSílvio Tello Herculano Baptista, DANIEL DE SALES BARROSO e GIOVANE DO VALE NEVES entraram em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação
3 horas atrás

© 2019   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}