Índice de Desenvolvimento Humano Municipal para ‘bairros’ será lançado em 2014 no Brasil

onu.org.brRead Later

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal para ‘bairros’ será lançado em 2014 no Brasil



Vista aérea de Manaus, que será uma das sedes da Copa do Mundo 2014. Foto: Chico Batata/Agecom

Vista aérea de Manaus, que será uma das sedes da Copa do Mundo 2014. Foto: Chico Batata/Agecom

Os 200 indicadores socioeconômicos do Atlas Brasil 2013, incluindo o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM), serão calculados para o nível intramunicipal de 16 regiões metropolitanas brasileiras. São elas: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Salvador, Fortaleza, Recife, Belém, Manaus, Goiânia, Vitória, Cuiabá, São Luís e Natal.

Os novos dados seguiram o modelo da plataforma do Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013, lançada em julho deste ano.

“O trabalho é pioneiro no Brasil e vai permitir fazer análises das desigualdades dentro das regiões metropolitanas”, conta Daniela Gomes Pinto, coordenadora do Atlas Brasil 2013 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

“Essa análise é fundamental para municípios metropolitanos. Nas grandes cidades, por exemplo, é possível encontrar os maiores e menores IDHMs do país, o que ajuda na formulação de políticas públicas mais focadas ou ainda a identificar bolsões de carências dentro de áreas supostamente ricas”, explica.

Mais de 300 pessoas estão envolvidas neste trabalho, que será resultado de parcerias com 16 instituições estaduais de pesquisa e estatística, apoiando na construção das divisões intrametropolitanas para que sejam validadas como “unidades de desenvolvimento humano” – o que se aproxima do conceito de bairros.

A expectativa é de que os dados intramunicipais do IDHM e de outros indicadores para as 16 regiões metropolitanas do país sejam lançados no primeiro semestre de 2014.

O IDHM e o Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013

O IDHM é uma adaptação metodológica do IDH Global para o nível municipal, utilizando outra base de dados — neste caso, os Censos do IBGE — e outra metodologia de coleta de dados, o que torna impossível a comparação entre os dois. Ambos agregam as dimensões longevidade, educação e renda, mas com diferentes indicadores e base de dados para retratar estas dimensões.

A equipe técnica e os parceiros envolvidos neste projeto organizaram a revisão metodológica e conceitual do IDHM – por meio de oficinas com mais de 40 especialistas brasileiros –, compatibilizaram as áreas municipais que sofreram transformações de 1991 até 2010 e analisaram os dados extraídos dos Censos Demográficos do IBGE de 2010, 2000 e 1991.

O Atlas Brasil 2013 — www.atlasbrasil.org.br – é um site de consulta ao IDHM e a mais de 200 indicadores de desenvolvimento humano dos municípios e estados brasileiros. O trabalho é resultado de uma parceria entre PNUD, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e Fundação João Pinheiro (FJP).


Exibições: 582

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Comentário de Denise Rezende Barcellos Bastos em 21 novembro 2013 às 10:14

Muito interessante aqui para BH também!

Comentário de Mônica Regina GondimFeitoza em 25 outubro 2013 às 10:24

Ferramenta maravilhosa para gente analisar as diversas Fortalezas da nossa Fortaleza.

Associe-se

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Pessoal, todas as edições da Revista estão aqui na Plataforma, mas alguns membros se queixaram da dificuldade de localizar os números anteriores. Então, estou abrindo aqui essa janela novamente e colocando todos os números aqui.

A boa notícia é que estamos planejando retomar a Revista em 2020. Aguardem! 

A Diretoria

Revista_BMA_1.pdf

Revista_BMA_2.pdf

Revista_BMA_3.pdf

Revista_BMA_4.pdf

Revista_BMA_5.pdf

Revista_BMA_6.pdf

Revista_BMA_7

Revista_BMA_8

Revista_BMA_9

Siga-nos no Facebook!

© 2019   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}