Governos de 65 países discutem em SP como melhorar o sistema de avaliações de seus programas

Por  CBN Foz

Começou nesta segunda-feira (30) a III Conferência Internacional sobre Capacidades Nacionais em Avaliação (NEC), com o objetivo de fomentar o diálogo sobre experiências e soluções em sistemas de avaliação de políticas públicas.


Organizada pelo Escritório de Avaliação do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (EO/PNUD), em parceria com a Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (SAGI/MDS), a Conferência também visa a promover a cooperação sul-sul e o fortalecimento de capacidade nacionais.

O evento, que vai até o dia 2 de outubro, reúne 170 oficiais de governos de 65 países. Participam representantes de alto nível e gestores e responsáveis pelo planejamento, condução e utilização de avaliações de programas, incluindo acadêmicos, sociedade civil, especialistas do PNUD e outras agências da ONU que trabalham na África, países árabes, Ásia e Pacífico, Europa, América Latina e Caribe.

O tema deste ano é: “Soluções e Desafios Relacionados à Independência, Credibilidade e Uso da Avaliação”. Para Jorge Chediek, representante residente do PNUD no Brasil e diretor do Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG), “o cenário brasileiro das políticas públicas vem passando por transformações importantes e esta evolução tem chamado a atenção de muitos países, em especial os do hemisfério sul, que enfrentam obstáculos semelhantes em muitas áreas. As inovações na área de avaliação e monitoramento podem ajudar estes parceiros a melhorar o impacto de seus programas”.

“A avaliação é uma etapa importante na formulação de políticas públicas, permitindo que governos invistam melhor seus recursos públicos ao mesmo tempo em que prestam contas à população sobre suas decisões”, analisa Diana Swayer, pesquisadora do Centro IPC-IG.

Em seu discurso de abertura, Rebeca Grynspan, subsecretária-geral da ONU e vice-diretora mundial do PNUD, ressaltou a importância da avaliação para a construção de conhecimento e seu intercâmbio. “Não é fácil passar da experiência para o conhecimento. A avaliação pode ser a ponte”, afirmou.

Veja mais sobre a programação em www.nec2013.org

Exibições: 70

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

#Eval4Action

Siga-nos no Facebook!

© 2021   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}