Chamada pública para edição temática da revista Ciência & Saúde Coletiva

Olá!

Repassando mensagem recebida sobre a chamada pública para edição temática da revista Ciência & Saúde Coletiva:


Abertura: 31/07/2020
Encerramento: 31/10/2020

AS CIÊNCIAS DIANTE DE QUESTÕES CONTEMPORÂNEAS DA SAÚDE GLOBAL: APRENDER, REFLETIR E APLICAR

As sociedades contemporâneas vivenciam um acúmulo inédito de desafios políticos, sociais e de saúde pública. Complexas e insidiosas, questões históricas nunca superadas mesclam-se a questões essencialmente conjunturais, agudizando as desigualdades, os preconceitos, o sofrimento e as mortes evitáveis.

Para além da divisão ente doenças emergentes/reemergentes e o avanço das condições crônicas não transmissíveis, estes desafios estão ligados sobretudo a questões de sustentabilidade, acesso equitativo aos serviços de saúde, vulnerabilidade social e crises humanitárias, requerendo, portanto, uma abordagem orgânica dos problemas.

Há um inequívoco ganho global em termos de saúde. No entanto, a sua distribuição é desigual. Isto se reflete na dinâmica populacional, no processo de transição (ou acumulação) epidemiológica. Uma vez que se fala em promoção da saúde e desenvolvimento sustentável, é preciso analisar criticamente os avanços e os limites das políticas de acesso equitativo a processos e produtos que aumentam a qualidade de vida. Nesta esteira, a saúde global é um tema emergente nas investigações em saúde pública.

Em meio a uma pandemia global, em que a compreensão do processo saúde doença se mostra multidimensional, várias abordagens são necessárias para compreender a história natural da doença, bem como sua repercussão nos aspectos social, econômico, político e cultural das sociedades. Por um lado, a modelagem matemática e a aplicação de SIG são ferramentas importantes, especialmente para a identificação de populações em risco e avaliação de intervenções. Com a recente explosão de fontes de dados abertas, novas ferramentas analíticas, maior capacidade de computação e visualização e interesse público em tópicos relacionados a dados, surgiram novas oportunidades para entender melhor a natureza, os direcionadores e as implicações dos estados de morbidade.

Por outro, a reflexão e a teoria são fundamentais, visto que a crise atual evidencia ainda mais não só os desafios aos sistemas de saúde, mas as disparidades sociais e o quanto elas criam vulnerabilidades entre populações e grupos, de acordo com a cor/”raça”, gênero, geração, etnia e status socioeconômico. Estes aspectos frequentemente são objetos de investigação qualitativa, que igualmente oferece evidências para compreender os fenômenos em saúde.

A produção de todo este movimento requer a colaboração e o trabalho articulado das diferentes disciplinas, estimulando a interação de diferentes áreas do conhecimento, como a epidemiologia, a estatística, a sociologia, a antropologia, a geografia, a economia e a política, entre tantas outras. Desta forma, a partir da interação das diferentes abordagens teóricas e metodológicas, o Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública (PPGSP-ENSP/FIOCRUZ), escola pioneira no ensino e pesquisa em saúde pública no Brasil, procurando manter seu compromisso social com a ciência, lança a presente chamada de artigos.

Esta chamada é destinada a compor um número especial dedicado ao tema Ciências e Saúde Global nos Anos 2020. Seus focos são a análise e a reflexão, em âmbito nacional e internacional, sobre questões sociais, econômicas, políticas e culturais contemporâneas que têm intenso impacto no setor saúde e cujo enfrentamento demanda o protagonismo das Ciências.



(1) Uberizacão do Trabalho, da Saúde e da Vida;

(2) Racismos e seus impactos na saúde;

(3) Desafios identitários na reflexão e na prática da saúde pública;

(4) Desenvolvimento Sustentável e Agenda 2030;

(5) Fortalecimento da Atenção Primária

(6) Democracias sob ataque: riscos e ameaças ao conceito ampliado de saúde;

(7) Violências, segurança pública e controle do Estado;

(8) Educação em saúde e movimentos sociais;

(9) Novos perfis sociodemográficos: envelhecimento, transição de saúde e redução da fecundidade.

(10) Migração Internacional e Direitos Humanos;

(11) Governança global em saúde;

(12) Políticas e Sistemas de Saúde;

(13) Pandemia COVID-19 e o “novo normal”;


Normas para a publicação na Revista:

As orientações e normas para envio de artigos constam na página Web da Revista Ciência & Saúde Coletiva – www.cienciaesaudecoletiva.com.br.

Esta chamada pública estará aberta de 31 de julho a 31 de outubro de 2020.

Os artigos deverão ser encaminhados para o e-mail cscsaudeglobal@gmail.com,

Exibições: 614

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Associe-se

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

#Eval4Action

Siga-nos no Facebook!

© 2020   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}