As crises ensinam. Depois de 2008 as organizações multilaterais, OECD - OCDE, por exemplo, recuperaram a importância do planejamento de médio e longo prazo. No mundo pandêmico praticamente todos os países desenvolvidos reativaram centros de prospecção e inteligência estratégica. Vale consultar o estudo sobre 19 agências federais nos EUA (https://lnkd.in/dv_nXNd). O estudo publicado pela Escola Nacional de Administração Pública ENAP discute esses temas, em especial o gap de formação das carreiras estratégicas nessa área, um resultado da ausência de demanda por reflexão estratégica e uma dominância de competências limitadas ao curto prazo (temas operacionais e gerenciais).
Link de acesso: https://repositorio.enap.gov.br/handle/1/6334

Jackson De Toni

DeToni_Jackson_Planejamento%20Estrate%CC%81gico%20Governamental_ENA...

Exibições: 443

Respostas a este tópico

Muito boa a publicação! Parabéns!!!

RSS

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

#Eval4Action

Siga-nos no Facebook!

© 2021   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}