Monitoramento e Avaliação posição em Angola para MSH

DESCRIÇÃO DO CARGO

 

POSIÇÃO:                 Especialista de Monitorização e Avaliação  (Responsável de Monitorização e Avaliação)

FAIXA:                      H

SUBORDINADO A:            Director de Projecto (Gerente Nacional do Programa)

LOCAL:                    Angola

 

 

ANTECEDENTES

Lançado em 2010, o Projecto de Desenvolvimento de Capacidade Local (DCL) para a Prestação de Serviços de VIH na África Austral, financiado pela USAID,  trabalha com o governo e organizações da sociedade civil (OSC) para consolidar sistemas e para desenvolver capacidades visando fazer face com eficácia aos desafios colocados pela epidemia do VIH e SIDA. As quatros áreas de concentração deste projecto são: desenvolvimento de capacidade organizativa, consolidação dos serviços de prevenção do VIH, cuidado e apoio a órfãos e crianças vulneráveis (OCV) e cuidados com base na comunidade.

 

Em Janeiro de 2012, a USAID solicitou o DCL para explorar de que forma poderia prestar apoio a três áreas distintas em Angola:

•           Reforçar a capacidade das OSC em províncias alvo para a prestação de serviços abrangentes, sustentáveis e baseados na comunidade para melhorar os comportamentos de protecção de adultos em risco, jovens em risco e dos seus parceiros sexuais para prevenir a transmissão do VIH

•           Apoiar a preparação do orçamento para o Plano Nacional para a Eliminação do Sida Pediátrico

•           Melhorar a gestão e a capacidade de liderança do Ministério da Saúde como Principal Beneficiário do Fundo Global

 

 

RESPONSABILIDADES GERAIS:

O Especialista de Monitorização e Avaliação (M&A) é responsável pelo desenvolvimento e execução de uma estratégia geral e quadros de M&A para o projecto que assegurem a comunicação oportuna de informações e feedback às partes interessadas do projecto; desenvolver a capacidade de decisores principais para comunicar e gerir informações de forma eficaz; e desenvolver sistemas, fóruns, protocolos e políticas que facilitem a comunicação entre a equipa de resposta e outras partes interessadas. O especialista de pessoal de M&A assegurará o alinhamento com o Quadro de Resultados do projecto e executará o Plano de Monitorização de Desempenho, incluindo a avaliação de base e a recolha de dados de acompanhamento para monitorizar e medir o nível de concretização, resultados e impacto das actividades do projecto. Em coordenação com a equipa do projecto e os grupos de partes interessadas, ele/ela é responsável por planear e levar a cabo actividades de monitorização e garantir a sua respectiva comunicação, precisa e oportuna, à USAID. O responsável deve recorrer a M&A para tentar identificar abordagens sustentáveis para reforçar a formação em-serviço para OSC parceiras.

 

RESPONSABILIDADES ESPECÍFICAS

 

  1. Desenvolvimento e execução de estratégias e quadros de monitorização e avaliação do projecto.
  2. Executar, analisar e gerir o sistema de M&A do projecto, nomeadamente o Plano de Gestão de Desempenho (PGD).  Trabalhar em estreita colaboração com as equipas técnicas e de gestão do projecto para utilizar o Quadro de Resultados e o PGD para produzir e documentar resultados mensuráveis com os respectivos resultados e impactos. 
  3. Trabalhar em estreita colaboração com as equipas técnicas e de gestão do projecto para compilar e analisar dados gerados para a execução das actividades do projecto para aferir progresso relativamente aos resultados previstos e para produzir relatórios trimestrais para apresentação à USAID/Angola e à USAID/RHAP.
  4. Conceber, implementar e gerir um sistema de M&A que gere informações e feedback oportunos para as partes interessadas do projecto.
  5. Tirar proveito dos recursos para fornecer apoio ao desenvolvimento de capacidades institucionais e orientação e acompanhamento contínuo a beneficiários para a avaliação de formação orientada para a prática profissional.
  6. Orientar o processo de concepção, aplicação e formação de pessoal de OSC para a recolha de dados de serviços de prevenção do VIH pelos parceiros implementadores das OSC.
  7. Compilar, analisar e apresentar dados para a produção de relatórios relativos ao progresso e impacto do programa e garantia de qualidade.
  8. Desenvolver e testar instrumentos e ferramentas de recolha de dados para a monitorização e avaliação.
  9. Assegurar que a monitorização e avaliação se tornam uma parte integrante de todas as actividades de assistência técnica e/ou acções de formação levadas a cabo no âmbito do projecto.
  10. Planear e levar a cabo actividades de monitorização com a equipa do programa e assegurar a sua respectiva comunicação oportuna à USAID e a outros doadores.
  11. Coordenar as iniciativas de M&A com a USAID/Angola, consoante apropriado.
  12. Coordenar com o Director de M&A e outros quadros de M&A no Projecto de PGD.

 

QUALIFICAÇÕES:

  1. Licenciatura em saúde pública, demografia, estatística, ciências sociais ou área de estudo relacionada.
  2. Mínimo de 5 anos de experiência em investigação relacionada com monitorização, avaliação e operações, preferencialmente de programas de saúde.
  3. Conhecimento demonstrado e familiarização com uma gama de abordagens de investigação aplicada e monitorização e avaliação.
  4. Experiência na concepção de planos estratégicos de informação e comunicação.
  5. Competência quantitativa e analítica sólida e capacidade para comunicar informações técnicas de forma clara e eficaz a colegas técnicos e não técnicos.
  6. Competência sólida em MS Excel Word, PowerPoint e Access, e pelo menos um programa de gestão de dados (SAS, SPSS).
  7. Excelente habilidade de comunicação escrita e oral. A fluência em português é uma condição requerida e em inglês é desejável. A fluência em espanhol será também tomada em consideração.
  8. É dada preferência a cidadãos angolanos e a indivíduos autorizados legalmente a trabalhar em Angola.
  9. É requerida ao candidato a disponibilidade para viajar em Angola.

 

 

Por favor, visite o nosso site ou www.msh.org https://jobs-msh.icims.com/jobs/intro para se candidatar a esta posição.

 

 

A Management Sciences for Health é uma entidade patronal que pratica a igualdade de oportunidades oferecendo emprego sem descriminação em razão da raça, cor, religião, sexo, orientação sexual, idade, nacionalidade, cidadania, deficiência física ou mental ou estatuto de deficiente ou veterano das Forças Armadas dos Estados Unidos da época do Vietname.

Exibições: 361

Anexos

Responder esta

Associe-se

#Eval4Action

Revista Brasileira de Monitoramento e Avaliação

Pessoal, todas as edições da Revista estão aqui na Plataforma, mas alguns membros se queixaram da dificuldade de localizar os números anteriores. Então, estou abrindo aqui essa janela novamente e colocando todos os números aqui.

A boa notícia é que estamos planejando retomar a Revista em 2020. Aguardem! 

A Diretoria

Revista_BMA_1.pdf

Revista_BMA_2.pdf

Revista_BMA_3.pdf

Revista_BMA_4.pdf

Revista_BMA_5.pdf

Revista_BMA_6.pdf

Revista_BMA_7

Revista_BMA_8

Revista_BMA_9

Siga-nos no Facebook!

© 2020   Criado por Marcia Joppert.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço

a.next_photo_link img:hover {transform:scale(1.20);-ms-transform:scale(1.20);-o-transform:scale(1.20);-webkit-transform:scale(1.20);-moz-transform:scale(1.20); transform:scale(1.20);-webkit-transition:all 1s ease-out;-moz-transition:all 1s ease-out;transition:all 1s ease-out;-ms-transition:all 1s ease-out;-o-transition:all 1s ease-out;}